DEPÓSITO CENTRAL DE MUNIÇÃO REALIZA 1º ESTÁGIO NA ÁREA DE EXPLOSIVOS

blank
Crédito: Depósito Central de Munição

No período de 27 de setembro a 08 de outubro, ocorreu no Depósito Central de Munição o 1º estágio na área de explosivos, contando com a presença de 13 militares de todos os Comandos Militares de Área.

O estágio foi criado em 13 de outubro de 2020 através da Portaria nº 167 – COLOG com o objetivo de capacitar oficiais do quadro de engenheiros militares e oficiais técnicos temporários graduados em engenharia química, química industrial ou com bacharelado em química para desempenharem a função de chefe de laboratório químico regional. O estágio realizado no DC Mun complementou a fase de ensino a distância (EaD) conduzida pelo Instituto Militar de Engenharia (IME).

Militares do laboratório químico central e do pelotão de desativação e desmilitarização do DC Mun conduziram as instruções apresentando aos estagiários técnicas de desativação e desmilitarização de munições, visando a obtenção de amostras de pólvoras e explosivos e seu correto descarte, além de métodos de avaliação de estabilidade química de materiais energéticos, através de instruções práticas de exame de estabilidade química de pólvoras e explosivos. Todos estes processos visam garantir a segurança e o bom desempenho das munições armazenadas, transportadas e empregadas pela força terrestre brasileira.

O estágio propiciou a troca de conhecimentos entre os oficiais técnicos temporários de engenharia química do Exército Brasileiro, criando oportunidades de melhoria nos processos desenvolvidos em âmbito laboratorial, evidenciando desafios a serem superados. Esta oportunidade confere aos oficiais uma nova visão de como poderão atuar de forma a exercerem suas atividades conforme normas e legislações pertinentes.

blank
Crédito: Depósito Central de Munição

Fonte: 2º Ten Ribeiro

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa News na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.