Feira nacional atrai milhares de interessados em tecnologia e defesa

blank

Google News

A 2ª edição da SC Expo Defense promete ser sucesso de público. Até o momento, a feira nacional de tecnologia e produtos de defesa conta com 2.000 pessoas inscritas. No total, haverá 77 expositores e 18 simpósios e palestras, entre os dias 19 e 20 deste mês, na Base Aérea de Florianópolis, em Santa Catarina. O evento terá a participação de representantes do Ministério da Defesa, da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira, de Empresas Estratégicas de Defesa e de centros acadêmicos.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

A feira, organizada pelo Comitê da Indústria de Defesa (Comdefesa) e pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), reunirá profissionais das áreas de Defesa, autoridades civis e militares, representantes governamentais e acadêmicos, com o objetivo de mostrar o que há de mais moderno em produtos e tecnologia de Defesa, promovendo a integração das Forças Armadas com a indústria e centros de tecnologia.

De acordo com o Presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, o evento ganhou ainda mais importância no cenário nacional se comparado à sua primeira edição. O empresário catarinense também afirmou que o momento é de integração e compartilhamento de informações. “Passamos de quatro para 14 empresas de defesa. Superamos as marcas da 1º Expo Defense no intuito de aproximar as empresas de defesa das Forças Armadas brasileiras. Temos um potencial muito grande. Também é uma oportunidade das Forças conhecerem melhor as empresas de Santa Catarina”, disse.

Em dois dias, os participantes poderão acompanhar debates sobre os desafios da indústria, por meio de painéis e palestras, além da exposição de produtos e serviços.  Uma das ideias é a integração entre governo, indústria e academia/universidade.

O presidente do Comdefesa, Cesar Augusto Olsen, acredita que a feira é uma vitrine dos produtos de defesa catarinenses. “Nós não somos a Ilha da Magia, mas sim a Ilha da Tecnologia. O mercado de TI é mais forte do que o turismo em Santa Catarina. Nós somos o 6º estado que mais fornece produtos para as Forças Armadas brasileiras. Pretendemos aumentar essa interação entre os militares e as empresas de defesa catarinenses”, garantiu.

Os objetivos da SC Expo Defense são fortalecer a participação da indústria catarinense como fornecedora de produtos para a Defesa, por meio da disseminação de informações; identificar e desenvolver tecnologias e projetos de interesse da Defesa; ampliar o relacionamento da indústria com as Forças Armadas; e garantir o apoio institucional nas demandas relacionadas à Indústria de Defesa.

Marinha na 2ª Expo Defense
No estande da Marinha, o público poderá conhecer melhor os programas estratégicos das Fragatas Classe “Tamandaré” e de Desenvolvimento de Submarinos. Além disso, em exposição na área externa, é possível entrar em uma barraca de demonstração de material de Defesa Nuclear Biológica Química e Radiológica do Grupamento de Fuzileiros Navais do Rio Grande e tirar fotos em um helicóptero UH-15.

Acesse o Site do SC EXPO DEFENCE.

Fonte: Defesa em Foco

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa News na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.