Marinha homenageia o Almirante Tamandaré em Maceió (AL), com inauguração de monumento na orla

blank
Cerimônia de inauguração do monumento em homenagem ao Marquês de Tamandaré na orla da praia de Ponta Verde

Em comemoração ao Bicentenário da Independência do Brasil e Duzentos Anos da Esquadra Brasileira, a Marinha do Brasil inaugurou nesta quinta-feira (12) o monumento em homenagem ao Almirante Joaquim Marques Lisboa, o Marquês de Tamandaré, na orla da praia de Ponta Verde, com a presença do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos.

O monumento, que homenageia o herói brasileiro Almirante Tamandaré teve sua placa descerrada pelo Comandante da Marinha e pelo Comandante 3º Distrito Naval (Com3ºDN), Vice-Almirante André Moraes Ferreira. Posteriormente, o Almirante de Esquadra Garnier e o Governador interino de Alagoas, Klever Loureiro, realizaram a aposição de uma coroa de flores na base do monumento, reverenciando a memória do Patrono da Marinha, contendo uma mensagem com os dizeres “Tamandaré, Herói Brasileiro”. Ato contínuo, o Pavilhão do Patrono da Marinha foi içado, enquanto o toque de silêncio era executado em um momento solene.

blank
Aposição floral com a participação do Governador interino de Alagoas

O Comandante da Marinha ressaltou, durante o seu discurso, o heroísmo do Marquês de Tamandaré, destacando a bravura do homenageado quando lutou pelo Brasil. “Desde criança, aprendi que todo brasileiro deve honrar sua família e também amar sua Pátria. Agir sempre com dedicação e honradez. Mas nós, militares, precisamos cultivar esses valores de uma maneira mais intensa, pois juramos que, se preciso for, defenderemos a nossa Pátria com o sacrifício das nossas próprias vidas. (…) E, exatamente assim, era o Almirante Tamandaré, cujas virtudes superavam, em muito, o tamanho deste ou de qualquer outro monumento que possamos erigir em sua homenagem. Além de um militar exemplar e exímio marinheiro, Tamandaré teve trajetória marcada pela honradez e pela extrema lealdade à jovem Nação Brasileira, nos mais de 66 anos em que serviu ao Brasil e à sua Marinha”.

blank
Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Garnier, discursa na cerimônia

O Almirante de Esquadra Garnier aproveitou o momento para convidar os presentes na cerimônia a conhecerem um pouco mais sobre o Patrono da Marinha, por meio hotsite criado pelo Centro de Comunicação Social da Marinha. “Desde já, convido os presentes a acessarem, pelo QR Code gravado na base do monumento, um site com muitas informações, vídeos e detalhes interessantes da vida e carreira do nosso homenageado. Os senhores e senhoras verão que a nossa admiração pelo Almirante Tamandaré tem uma forte e verdadeira razão de ser”.

O Marquês de Tamandaré

Nascido em 13 de dezembro de 1807, Joaquim Marques Lisboa, o Marquês de Tamandaré, patrono da Marinha, dedicou 66 anos de serviço à Marinha do Brasil e participou de episódios decisivos na formação de nosso país, a exemplo das lutas pela independência do Brasil e a Guerra do Paraguai.

Além de militar exemplar e exímio marinheiro, o Almirante Tamandaré teve trajetória marcada pela honradez e pela extrema lealdade à jovem Nação Brasileira, cujos interesses do Brasil sempre estiveram acima da sua própria vontade ou dos seus interesses pessoais. Seus exemplos e virtudes servem como inspiração não somente para as atuais gerações de marinheiros, mas também para os brasileiros de todos os tempos.

blank
QR Code de acesso ao hotsite em homenagem ao Patrono da Marinha

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa News na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.