O Gigante A380 volta a realizar voos para o Brasil

blank

Depois de anunciar a volta do maior avião comercial do mundo ao Brasil, a Emirates finalmente coloca em operação o Airbus A380 na rota Dubai (DXB) e Guarulhos (SBGR). Por ocasião do retorno, centenas de pessoas em diversos pontos ao entorno do Aeroporto de Guarulhos, foram em busca da possibilidade de fotografar e observar a volta do “gigante” ao Brasil, cuja presença também reforça as boas notícias de retomada do setor aéreo. Além do grande volume de carga transportada, cuja participação da Emirates é evidente, a rota regular para São Paulo abre espaço para o transporte de mais passageiros em uma rota estratégica capaz de ligar o mundo.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
Créditos: Luiz Carlos Jr, @revistaverticalplus

A Aeronave

O Airbus A380 é uma aeronave widebody quadrimotor a jato capaz de transportar passageiros e cargas. São dois andares destinados a oferecer três categorias de assentos: econômico, executiva e primeira classe. A aeronave possui espaço suficiente para instalação suítes de primeira classe, bar ou áreas de negócios com iluminação de cabine convidativa e silenciosa. Os passageiros podem desfrutar de diversas facilidades durante o voo, de acordo com a fabricante Airbus, pois existem diversas tecnologias disponíveis, tais como o fornecimento de ar nas cabines que melhora o conforto a bordo voando em altas altitudes. Os compartimentos de carga do A380 dianteiro e traseiro no convés inferior são equipados com sistemas de carregamento de carga semiautomáticos, que operam de forma independente.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
Créditos: Emirates

O Retorno ao Brasil

Com uma pandemia no “ar”, causada pelo vírus do Covid 19, não foi possível manter as operações com aeronaves de grande porte a exemplo do A380. Então em março de 2020 os voos foram suspensos. Até então o Boeing 777 foi usada para manter a rota ativa assim como para transporte de cargas para terminal da GRU Airport Cargo.

A Emirates é a única empresa que opera o modelo de aeronave A380 na América do Sul. O Brasil é o principal eixo econômico capaz de suportar este tipo de operação e o retorno dos voos ao país é um sinal que o setor está em ritmo de recuperação devido a flexibilização do distanciamento social, que é o resultado dos índices de imunização que a cada dia aumentam. A abertura das fronteiras e o aquecimento da economia global são elementos que reforçam uma retomada segura, seja para viagens de negócio ou turismos.

Créditos: Luiz Carlos Jr, @revistaverticalplus
Créditos: Luiz Carlos Jr, @revistaverticalplus

O fato é que, apesar das dificuldades orçamentárias que pressionam o preço dos combustíveis em todo mundo, a aviação não pode parar e por esse motivo as empresas aéreas estão buscando cada vez mais aplicar as melhores práticas de negócio, que viabilizem o transporte de pessoas e cargas, sem deixar de equilibrar as contas e assim manter a saúde delas.

Dubai Air Show

Em breve acontece um dos principais eventos de aviação mundial. A Dubai Airshow acontece de 14 a 18 de novembro em Dubai, momento em que estarão se reunindo diversas empresas da indústria aeroespacial e de defesa para o que promete ser a experiência mais extraordinária da história dos shows aéreos.

A expansão da malha aérea vai de encontro a chegada da feira que reunirá  mais de 250 especialistas do setor que compartilharão percepções e tendências inestimáveis ​​em 9 linhas, incluindo carga, sustentabilidade, tecnologia e espaço de acordo com a organizadora do evento. A expectativa é de uma retomada otimista apesar das grandes dificuldades na economia Global. Um espaço importante é na apresentação de tecnologias sustentáveis que diversifiquem a mobilidade humana de modo a obter melhores resultados nas emissões de carbono.

blank
Créditos: Emirates

Podemos entender que essas são boas notícias que incentivam viagens de turismo ou negócios. Seja para passear ou empreender não devemos esquecer da responsabilidade com o meio ambiente com atitudes sustentáveis, cujo tema também é de responsabilidade das companhias aéreas. Alguns comportamentos simples tais como diminuir o peso da bagagem, mesmo que seja em algumas gramas, somadas a centenas de passageiros, podem fazer diferença na quantidade de carbono liberado na atmosfera. Mas não se preocupe, este é um assunto para um próximo bate papo. Então passageiros, vacinem-se e apertem os cintos que o avião vai decolar.

Luiz Carlos Jr

Editor da Revista Vertical Plus

http://www.verticalplus.com.br – Sua Nova Revista de Aviação.

Apoio Defesa.news

#aviação #sucesso #construção #gripen #saab #embraer #tecnologia #desenvolvimento #sustentavel #espaço #fab

 

 

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa News na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.