Ordem do Dia alusiva ao 77° Dia da Vitória

blank
blank

Google News

Passados setenta e sete anos do triunfo dos países aliados sobre as forças do nazifascismo na Europa, a celebração de 8 de maio, o Dia da Vitória, relembra o fim da Segunda Guerra Mundial.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

Esta data, tão importante para a humanidade, inspira as novas gerações a refletirem acerca do heroísmo dos marinheiros, dos soldados e dos aviadores que combateram pela nossa liberdade.

As primeiras décadas do século XX foram de intensa transformação política, econômica e social no mundo. A Primeira Guerra Mundial havia deixado cicatrizes, que fariam eclodir outro conflito armado, de proporções ainda maiores.

No início da Segunda Guerra Mundial, o Brasil permanecia neutro. Todavia, o afundamento de nossos navios de guerra e mercantes, que ceifou 1.474 vidas, levou a população a sair às ruas, em forte clamor por uma resposta às infames agressões, fazendo com que o governo brasileiro aderisse ao esforço de guerra dos países livres.

Superando o ceticismo dos poucos que diziam ser mais fácil uma cobra fumar do que o Brasil ser capaz de enviar forças para combater no Atlântico e no continente europeu, a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira mobilizaram-se, cumpriram intensa preparação e foram combater ao lado das mais experientes forças dos países aliados.

Com ousadia, coragem e bravura, nossos marinheiros atuaram no Atlântico, defendendo o litoral, garantindo a navegação e escoltando comboios, enquanto nossos soldados e nossos aviadores lutaram nos campos e nos céus da Itália, integrando a Força Expedicionária Brasileira (FEB).

A vitória na guerra tem grande significado até hoje, pois representa a prevalência do mundo livre sobre o totalitarismo e o triunfo da democracia sobre a tirania.

Nos campos de batalha e nos mares, o sangue de nossos militares foi vertido e muitos pagaram, com a própria vida, pela liberdade que nós herdamos.

Posto à mais dura das provas, a guerra, o valor do militar brasileiro foi reconhecido e admirado, inclusive por seu oponente.

Assim, é justo afirmar que as Forças Armadas honraram a confiança nelas depositadas pelo Povo brasileiro, tal como fizeram em toda a história do Brasil e como continuam a fazer na atualidade.

Portanto, cumpre às gerações do presente e às do futuro jamais esquecerem os feitos de nossos militares em prol de nossa gente, sabendo que manter a defesa nacional é, e sempre será, um dever de todos.

No ano em que celebramos o Bicentenário da Independência, o Dia da Vitória ganha contorno especial, pois é exemplo cabal de que as Forças Armadas asseguram, permanentemente, a liberdade do Brasil e dos brasileiros, ao mesmo tempo em que garantem a escolha irrevogável pela independência, proclamada às margens do Ipiranga.

Embasadas nas tradições, nos valores pátrios e na têmpera dos militares de ontem e de hoje, as Forças Armadas atuam com determinação na defesa do Brasil e contribuem para o desenvolvimento nacional, permanecendo como bastiões inarredáveis da garantia dos poderes constitucionais, da lei e da ordem e zelando para que a paz dos brasileiros e a harmonia da Nação sejam preservadas.

Neste dia, ao ouvir o clarim tocar “Vitória!”, o Povo brasileiro renova a gratidão aos nossos marinheiros, nossos soldados e nossos aviadores e reafirma a confiança em suas Forças Armadas, sabedor de que as terão a defender a Pátria e os ideais de democracia, de justiça e de liberdade.

Brasil, acima de tudo!

Fonte: Defesa em Foco

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa News na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.